Dia dos Namorados

Douradenses vão pagar mais caro no presente do Dia dos Namorados

Consumidores da região vão desembolsar em média R$ 229,27; valor é considerado o maior do Estado

Data deve movimentar R$ 7,7 milhões na economia do municípioOs consumidores douradenses vão desembolsar, em média, R$ 229,27 no valor do presente para o Dia dos Namorados. O gasto é considerado o maior do Estado, conforme releva a pesquisa de intenção de consumo elaborada pelo Sebrae e o Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio (IPF-MS).

Segundo o levantamento, o valor que os douradenses pretendem gastar em 2020 é quase o dobro do ano passado, quando os entrevistados relataram desembolsar, em média, R$ 129,23 com o presente. Além disso, 47,94% dos consumidores entrevistados irá presentear neste Dia dos Namorados. A expectativa é que a data movimente R$ 7,7 milhões na economia do município.

“Percebemos que as pessoas estão dispostas a gastar mais, é o perfil de consumidor de Dourados, que possui um comportamento distinto, o que pode estar relacionado a existirem menos opções de lazer no município, então por isso acabam investindo mais nos presentes”, explica a analista do Sebrae/MS, Vanessa Schmidt.

Os gastos em Dourados estão acima da média do Estado. Conforme o estudo, em geral, os sul-mato-grossenses pretendem investir R$ 182,58 na compra do presente. Já 40,7% dos entrevistados revelou que pretende ir às compras.

O resultado do município é considerado positivo, diante da pandemia do novo coronavírus, que provocou queda no consumo. Apesar disso, não necessariamente a economia da região irá se recuperar mais rapidamente. “Depende do perfil das pessoas, de como elas vão responder a este cenário, até devido à dependência da região”, explica a economista do IPF-MS, Daniela Dias.

Pesquisa

Neste ano, o Dia dos Namorados movimentará um montante 43% menor que em 2019. Além das quedas no consumo devido à pandemia, o resultado está relacionado ao aumento de solteiros e às indecisões sobre o que comprar. A estimativa é que a data injete R$ 100,61 milhões na economia do Estado, sendo R$ 72,62 milhões em gastos com presentes e R$ 27,99 com comemorações.

Entre as preferências dos consumidores, a maioria irá optar pela compra de perfumes, roupas, cestas com flores ou chocolates. A maioria (68%) irá pagar à vista, com dinheiro ou no débito.

A pesquisa ouviu 1.688 pessoas entre os dias 04 e 18 de maio e contempla os municípios de Bonito, Campo Grande, Corumbá/Ladário, Coxim, Dourados, Ponta Porã e Três Lagoas.

Tags: Coronavírus, Pesquisa, dia dos namorados