Premiação

Empreendedora repassa conhecimentos

Wânia Alecrim ministrou o curso 'Boas Práticas de Fabricação' para a comunidade de Porto Esperança, em Corumbá (MS)

Wânia Alecrim de Lima é uma empreendedora nata. Prova disto foi a conquista do ‘Prêmio Sebrae Mulher Empreendedora’ na edição do ano 2005. A artesã é uma das integrantes e ex-presidente da ONG Amor Peixe, com sede na Casa do Artesão, em Corumbá (MS). Wânia passou um pouco da sua experiência para alunas do curso 'Boas Práticas de Fabricação', na comunidade de Porto Esperança, em Corumbá (MS).

Nas mãos de quatorze pessoas da ONG Amor Peixe, a maioria mulheres de pescadores, o que antes era jogado fora, hoje é aproveitado e transformado em lindas peças de artesanato, uma alternativa de renda para as famílias.

Wânia revela que sua história de vida e do grupo emocionam os visitantes. “O interessante é que, além de gostar dos nossos produtos, as pessoas querem saber a nossa história, quem somos, como vivemos e como começamos; e isso é muito importante para nós”.

O objetivo do curso desenvolvido por Wânia, em janeiro, foi estimular a adoção de práticas sustentáveis de pesca profissional artesanal e de produção de derivados de pescado por meio de estratégias de capacitação e educação ambiental. O objetivo é melhorar a qualidade de vida da população local.

"O curso pretende promover e fomentar o desenvolvimento sustentável pelo aproveitamento dos recursos pesqueiros, em conformidade com a lei e agregando valor aos produtos do peixe, como pele, ossos, carne, escamas e demais componentes”, comenta.

Os participantes tiveram orientações necessárias para estocar e garantir a qualidade do pescado, realizar a higiene durante o manuseio dos peixes, bem como aprender receitas e produzir pratos nos quais a comunidade transformará os peixes em quibes, hamburgeres, lingüiças e no caldo de piranha, tradicional receita corumbaense.

Segundo Wânia, convidada para coordenar este projeto, a intenção é contribuir para a diversificação da venda do produto e para a geração de empregos e renda. “O projeto será de extrema importância para o desenvolvimento do município, pois 56 famílias desta localidade têm na pesca a sua principal fonte de renda”, diz.

A organização e a realização do projeto foram da Mineração Corumbaense (MCR), empresa do Grupo Rio Tinto.

Prêmio

O ‘Prêmio Sebrae Mulher Empreendedora’ é promovido pelo Sebrae Nacional com apoio da Secretaria Especial de Políticas Públicas para as Mulheres e da Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais do Brasil (BPW Brasil).

Desde que foi lançado, em 2004, o Prêmio já teve duas vencedoras de Mato Grosso do Sul na etapa nacional. Em 2004, nove empreendedoras se inscreveram e a empresária do ramo de lingeries de Dourados Gorete Vieira foi a vencedora na categoria proprietária de micro e pequenas empresas.

Em 2005, 38 empreendedoras se inscreveram em Mato Grosso do Sul e a então presidente da Associação Amor Peixe de Corumbá, Wânia Alecrim de Lima, venceu na categoria Membros de Grupos de Produção Formais (cooperativas e associações).

Terceira Edição

Com mais de 1,7 mil inscrições em todo o País e em sua terceira edição, o ‘Prêmio Sebrae Mulher Empreendedora’ terá a cerimônia de premiação nacional no dia 30 de março de 2007, em Brasília (DF). Em Mato Grosso do Sul, segundo a interlocutora do prêmio, Edy Reis Ponzini, mais de 20 mulheres se inscreveram contando suas histórias de empreendedorismo.

Serviço:
Sebrae em Mato Grosso do Sul - (67) 2106-5511