Parceria

Onze novos municípios aderem ao programa Cidade Empreendedora oferecido pelo Sebrae/MS

Com o início do terceiro ciclo da iniciativa em Mato Grosso do Sul, aumenta para 33 o número de cidades atendidas neste ano pelo programa

Em solenidade, realizada em Campo Grande, nesta segunda-feira (9), 11 novos municípios do Estado firmaram parceria com o Sebrae/MS para a execução do programa Cidade Empreendedora – iniciativa que visa promover o desenvolvimento local a partir do fortalecimento dos pequenos negócios.

Na data, o evento foi aberto pelo presidente do Conselho Deliberativo Estadual (CDE) do Sebrae/MS e presidente do Sistema Fiems, Sérgio Longen, que enfatizou a relevância do trabalho desenvolvido pelo Sebrae em parceria com as entidades do Sistema S e setor produtivo. “Cada vez mais, o Sebrae tem avançado com trabalhos nos municípios, fazendo a diferença para a retomada da nossa economia. Essa atuação com as pequenas e médias empresas é feita em parceria com o Sistema S, que compõe a base, inclusive, do nosso Conselho do Sebrae. Hoje, temos agentes em todo o Estado dando suporte para as pequenas empresas e a grande maioria desse apoio é oferecida de forma gratuita ou em parceria com as prefeituras, como é o caso do programa Cidade Empreendedora”, destacou Longen. 

Durante a solenidade, os gestores das cidades inscritas no Cidade Empreendedora assinaram os contratos para a execução do programa. Estiveram presentes Gerolina da Silva Alves, prefeita de Água Clara; Akira Otsubo, prefeito de Bataguassu; Germino da Roz Silva, prefeito de Batayporã; Reinaldo Miranda Benites, prefeito de Bela Vista; André Luiz Nezzi de Carvalho, prefeito de Caarapó; Edilson Magro, prefeito de Coxim; Eugênio Guedes, gerente de Desenvolvimento Econômico de Naviraí; Valdir Couto de Souza Júnior, prefeito de Nioaque; William Luiz Fontoura, prefeito de Pedro Gomes; Helio Peluffo Filho, prefeito de Ponta Porã; e Lúcio Roberto Calixto Costa, prefeito de Santa Rita do Pardo.

Com a adesão ao Cidade Empreendedora, os municípios compõem o terceiro ciclo do programa e recebem acompanhamento do Sebrae durante 18 meses – a partir deste ano até 2023 – para o desenvolvimento de ações voltadas ao fomento de geração de emprego, renda e oportunidades de negócios. As iniciativas são promovidas a partir de um eixo econômico competitivo, escolhido pelo próprio município. Todas as administrações municipais deste novo ciclo optaram pelo eixo “Cidade de Negócios”, voltado para transformar desemprego em empreendedorismo e alavancar o desenvolvimento por meio dos pequenos negócios. 

Segundo o diretor-superintendente do Sebrae/MS, Claudio Mendonça, as estratégias trazidas pelo Cidade Empreendedora promovem mais do que um impacto na realidade local e possibilitam o desenvolvimento das regiões como um todo. Atualmente 22 municípios já são atendidos pela instituição por meio do programa e, com as novas adesões, o número aumenta para 33 cidades contempladas pela iniciativa neste ano, o que representa 41% dos municípios do Estado. 

“Em cada município, trabalhamos em parceria com a Prefeitura Municipal e lideranças locais, como Associação Comercial e Sindicato Rural, para que juntos possamos promover o desenvolvimento. O Cidade Empreendedora atua para melhorar o ambiente de negócios de cada cidade, desburocratizar os processos, e, principalmente, para dar apoio aos empreendedores. Queremos que o empresário se fortaleça para que ele consiga melhorar o seu negócio, gerar emprego, renda, e, dessa maneira, alavancar o desenvolvimento”, ressaltou Mendonça. 

Representando os gestores dos novos municípios integrantes do programa, o prefeito de Nioaque e presidente da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul), Valdir Júnior, enfatizou a importância do Cidade Empreendedora para apoiar o desenvolvimento de cada região. “Além de trazer um plano de ação para que a gente promova o desenvolvimento, o Sebrae dará suporte para as pequenas e médias empresas, fortalecendo o comércio local. Nós nos preocupamos com a saúde, educação e infraestrutura da cidade, e o programa também prevê um apoio direto à gestão pública para que possamos capacitar os nossos secretários para que eles trabalhem com expertise em todos os setores”, pontuou. 

Durante a cerimônia de assinatura, entre as autoridades que compareceram, também estiveram presentes os conselheiros do Sebrae/MS: Jaime Verruck, vice-presidente do CDE e secretário da Semagro; Alfredo Zamlutti, presidente da FAEMS; Marcelo Bertoni, presidente do Sistema Famasul; Edison de Araújo, presidente do Sistema Fecomércio; Ricardo Senna, secretário-adjunto da Semagro; Marcelo Turine, reitor da UFMS; Camila Ítavo, vice-reitora da UFMS; Gustavo Arruda, superintendente estadual do Banco do Brasil; Márcio de Araújo, diretor-presidente da Fundect; Nilson dos Santos, presidente da ACED; Fernando Martins, presidente da AMEMS  e Leonardo Lopes do Conselho Fiscal do Banco do Brasil. 

Atendimento às novas Cidades Empreendedoras 

Em cinco municípios que integram este novo ciclo, uma das principais ações do Cidade Empreendedora já começa a ser executada amanhã (10). Em Naviraí, Nioaque, Caarapó, Pedro Gomes e Ponta Porã, terá início a ação “Sebrae na sua Empresa”, quando agentes do Sebrae/MS visitam os pequenos negócios do município com a proposta de identificar os problemas enfrentados e propor soluções por meio de capacitações gratuitas. 

Já nas demais cidades – Água Clara, Bataguassu, Batayporã, Bela Vista, Coxim e Santa Rita do Pardo – os atendimentos aos empresários por meio da ação “Sebrae na sua Empresa” teve início em abril, logo, a cerimônia de contrato veio somente para formalizar a parceria entre as instituições. Além dessa iniciativa, em Água Clara, Bataguassu, Batayporã, Bela Vista e Nioaque já foi realizada a pesquisa socioeconômica. 

O levantamento é voltado para ouvir a opinião de quem mora nas cidades sobre aspectos econômicos, sociais e de infraestrutura do município. Os dados coletados pelo estudo irão nortear construção de um plano de ação que será desenvolvido para o município pelo Sebrae, em conjunto com cada Prefeitura Municipal.

Cidade Empreendedora 

O programa incentiva o desenvolvimento dos municípios ao trabalhar em duas vertentes distintas – uma voltada para a melhoria do ambiente de negócios, com iniciativas que envolvem a desburocratização para a abertura e alterações de empresas, por exemplo; e a outra que traz ações específicas para dar suporte aos pequenos empreendedores e produtores da agricultura familiar com a proposta de auxiliá-los a estruturar melhor o negócio, além de aumentar a geração de renda e emprego.

No último ano, em parceria com as prefeituras municipais que aderiram ao programa, foram promovidas ações em 22 municípios de Mato Grosso do Sul. As cidades integram o segundo ciclo do Cidade Empreendedora (2021-2022) e, por isso, em 2022, o trabalho continua em Amambai, Bandeirantes, Camapuã, Chapadão do Sul, Corumbá, Costa Rica, Dourados, Inocência, Jaraguari, Jardim, Maracaju, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Paraíso das Águas, Porto Murtinho, Ribas do Rio Pardo, Rio Brilhante, Rio Verde de Mato Grosso, Selvíria, Sonora e Terenos. Anteriormente a esse ciclo, na primeira vez em que o Cidade Empreendedora foi executado no Estado, outros nove municípios foram atendidos pelo Sebrae/MS. No total, são 39 cidades diferentes que já foram contempladas pelo programa em Mato Grosso do Sul.

Mais informações sobre o programa Cidade Empreendedora podem ser obtidas por meio do número 0800 570 0800 ou através do site.